Critica da Liberdade abstracta N° 7 -- C

       Enquanto Proudhon imaginou que uma << livre >> estipulação entre iguais tinha junto os individuos nas oficinas, Marx restabeleceu vigorosamente o sentido historico da Liberdade:

      -- Nos seculos XV e XVI a oficina encontra um apoio potente nos numerosos camponeses ( exilados dos campos porque estes, transformados em pastagens, exigiam menos braços para a cultura das terras ) que afluiram para as cidades. O aumento do mercado, a acumulação de capitais, a modificação na estrutura das classes criou enormes multidões em que os individuos, privados de todos os recursos, contribuiram para que a manufactura chegasse às condições historicas.

      Assim, descreve-nos uma parte da Historia que nunca tinha sido ainda redigida: a Historia da Liberdade. Uma Historia real, que se revelaria dramatica.

      O liberalismo acostumou-nos a conceber uma Liberdade sorridente ( um progresso facil para a Liberdade cada vez maior ), um conteudo exclusivamente positivo desta ideia. Todavia, o lado negativo ( retrospectivamente assustador ) não se separa do seu lado positivo. Seria impossiovel avançar, na civilização, sem ter dissolvido as formas medievais de comunidade e de pseudo-comunidade. Ora, as comunidades, mesmo tornadas fictivas ( e dominadas por patriarcas das cidades, pelos chefes das corporações, pelos "senhores" ou ricos proprietarios ), protegiam ainda ( numa certa medida ) os individuos. A dissolução significa o abandono dos individuos a eles proprios!  Seja, a nova realidade; uma realidade cada vez mais poderosa: o capital, enquanto força autonoma e estrangeira aos individuos humanos!!!

       A Liberdade significou o crescimento da produção e da riqueza -- a riqueza da burguesia!!!

         Mas a Liberdade tambem significa a desaparição daquela protecção-social que o individuo so pode encontrar no seio da sua comunidade.

 

( a continuar na proxima Segunda-feira, dia 26 de Março de 2012, em " N° 7 -- D " ).

 

Outras das nossas publicações:

1) www.polemicando.net

2) http://filosofiaxauteriana.wordpress.com

3) http://polemicando.over-blog.com

 

Nossos endereços E-mail:

1) filosofia-xauteriana@numericanble.fr

2) ltsc@numericable.fr

3) ltsc@iol.pt

4) pablonodrade@sapo.pt

 

publicado por filosofia-xauteriana às 08:39 | comentar | favorito