Critica da Liberdade-abstracta N° 14 - b

      Quando o capitalista examina os factos ( << livremente >>, mas na sua mentalidade e do seu ponto de vista capitalista ) pretende que comprou, ao trabalhador, o seu trabalho e que pagou este trabalho pelo seu justo valor. Desta maneira, o sistema implicaria uma troca-equiparavel: os trabalhadores recebendo, na forma de salario, o preço do trabalho ; os empresarios, os emprestadores-de-dinheiro recebendo, igualmente, na forma de renda-propria ( retorno ) a sua legitima parte do rendimento global. A priori haveria << livre >>-associação e << igualdade >> dos diversos elementos da produção: trabalho, capital, iniciativa do empresario.

      Esta teoria esta na base da economia-politica burguesa, esta pretensa ciencia -- como propagandeia o jornalismo e a literatura do capitalismo.

      Portanto, é ainda essencial compreender-se exactamente a analise marxista. Vimos, anteriormente e por varias vezes, como o << feiticismo >> ( atribui existencias independentes para abstracções e para produtos materiais humanos, fazendo misturas confusas, tal como entre mercadoria e dinheiro ) implica, para isto mesmo uma ilusão e uma mistificação, uma aparencia diferente da realidade, um << fenomeno >> que, à vez, contem o real, revela-o e dissimula-o.

      Para compreender a natureza interna do capital é necessario proceder-se à passagem ( dialecticamente ) da aparencia para a realidade, << exactamente da mesma maneira que para o movimento-aparente dos corpos celestes, o qual não é distinguivel senão apos que o movimento-real, invisivel aos nossos sentidos, se torna conhecido >> ( " Kapital ", tomo I, pagina 264 ).

 

( a continuar na proxima Quarta-feira, dia 6 de Junho de 2012, em " N° 14 - C " ).

 

Conheça as nossas outras publicações, lendo:

1) http://filosofiaxauteriana.wordpress.com

2) http://polemicando.over-blog.com

                       ou

     www.polemicando.net

 

Podera enviar seus E-mails para:

1) filosofia-xauteriana@numericable.fr

2) ltsc@numericable.fr

3) pablonodrade1@gmail.com

4) pablonodrade@sapo.pt

publicado por filosofia-xauteriana às 18:08 | comentar | favorito