Critica da Liberdade-abstracta N° 14 - C

      O pensamento burgues, os economistas burgueses, os jornalistas e os propagandistas da burguesia estacionam nas aparencias. Não se pode dizer que eles mentem. Simplesmente, contentam-se com as aparencias, satisfazem-se delas, encontram ( nelas ) o alimento suficiente para os seus jogos de espirito. De que poderiamos acusa-los, individualmente?

      Poder-se-ia acusar um antigo-grego, apenas porque eles acreditavam que os corpos celestes eram deuses, seres de fogo que viviam à volta da Terra?

      Os nossos publicitarios da burguesia sofrem da mesma ingenuidade primitiva, no que respeita as coisas sociais.

      Contudo, observando atentamente, o caso destes é mais grave: essa certa dose de ingenuidade mistura-se com uma mà-consciencia e bastante mà-fé. Porque eles não se limitam às aparencias; obstinam-se em não sair delas! Eles colocam-se, antes, na situação dum sacerdote ou de um devoto pagão, dum conservador de antiga cidade grega ou romana que continua a jurar pelos deuses e pelos corpos celestes, sabendo que os deuses não existem e que os corpos celestes não são senão materia.

      A burguesia, a aparencia agrada mais do que a realidade!

       A burguesia deleita-se << livremente >> nas aparencias, porque são as aparencias da Liberdade! Isto ficou admiravelmente demonstrado no " Kapital ":

       -- A superficie da sociedade burguesa, o salario do trabalhador aparecia como o preço do trabalho ( o que significa: como uma quantia de dinheiro, << livremente >> trocado contra um trabalho ). Fala-se do valor do trabalho e da-se a uma expressão monetaria o nome do preço necessario ou do preço natural ( "Kapital", tomo III, pagina 233 ).

        Porem, pensemos: o trabalho, criador de valor, tera ele mesmo um determinado valor?

 

( a continuar na proxima Sexta-feira, dia 8 de Junho de 2012, em " N° 14 - D " ).

 

Outras das nossas publicações, em:

1) http://filosofiaxauteriana.wordpress.com

2) http://polemicando.over-blog.com

                        ou

    www.polemicando.net

 

Nossos endereços E-mail:

1) filosofia-xauteriana@numericable.fr

2) ltsc@numericable.fr

3) pablonodrade@sapo.pt

publicado por filosofia-xauteriana às 11:58 | comentar | favorito