Introdução N°3 ( em poruguês )

      O Marxismo considera o Universo tal como ele é, sem acrescentar-lhe paraisos nem infernos.

 

      O Marxismo considera que toda a Natureza ( estando o Homem compreendido nela ) é composta de materia, com as suas diversas propriedades.

 

      A Natureza e os seus diferentes fenomenos estão em perpectua evolução. As leis deste desenvolvimento não são estabelecidas por um deus ( ou deuses ), assim como não dependem da vontade humana; são proprias à Natureza mesma, sendo perfeitamente conhecidas. Em principio, não existem coisas desconhecidas; ha apenas coisas que ainda não são inteiramente conhecidas -- mas que o serão, graças à Ciencia e à Pratica.

 

      O conceito Marxista do mundo é fruto da Ciencia, confiando nela -- na condição de que não se desvie do mundo real e da pratica.

 

      A medida que a Ciencia progressa, tambem o Marxismo se desenvolve e se enriquece.

 

 

Envie seus comentarios para:

 

1) pablonodrade@sapo.pt

 

2) filosofia.xauteriana@live.fr

publicado por filosofia-xauteriana às 22:47 | comentar | favorito