Ora vejamos, agora...N°17

      Marx introduziu " o tempo real " na dialectica da Liberdade.

      O sistema hegeliano, teoria especulativa do futuro, chega a negar o futuro pretendendo encontra-lo por meio duma construção abstracta. No tempo real da Historia, as formas são realmente negadas, dstruidas, eliminadas. E é na acção e na pratica que se separam as formas suprimidas e o conteudo fica elevado a um nivel superior. A Historia, enquanto que " um conjunto de feitos ", retoma ( portanto ) uma realidade que Hegel lhe tinha retirado. Retoma, igualmente, uma realidade mais alta ( enquanto que " ciencia " ), visto que ela visara a religião ou Estado reais, não transcritos ou elaborados pelo pensamento abstracto... O conhecimento  -- o futuro e o progresso do conhecimento são, tambem, arrancados à sua sistematisação abstracta, sem que para tal a Historia e o conhecimento percam a sua relação com o movimento do conjunto da realidade humana; com a teoria filosofica da alienação; tão bem como o metodo dialectico que permite estudar a Historia na sua necessidade, considerando-a inteiramente como uma << fenomenologia >> da Liberdade. 

      A negatividade encontra-se promovida para um grau superior, ou seja: o seu conteudo positivo liberta-se. Porque a Historia transcorre atravez de << negações >> mais profundas, mais radicais do que aquilo que Hegel compreendu: crises, guerras, revoluções. Hegel considerou que é por esta << potencia formidavel do negativo >>  que o homem se eleva acima da natureza, aliaz sem dela poder separar-se.

 

    ( a continuar na proxima Sexta-feira, dia 20 de Janeiro de 2012, em " N° 18 " ).

 

 

Paralelamente, às Terças, Quintas e Sabados, publicamos um espctrograma do Saber ( gnose ) em: http://filosofiaxauteriana.wordpress.com

 

 

e todos os Domingos focamos a actualidade, em: http://polemicando.over-blog.com

 

 

Podereis enviar a vossa correspondencia para:

 

a) filosofia-xauteriana@numericable.fr

 

b) ltsc@iol.pt

 

c) pablonodrade@sapo.pt

 

No Facebook encontra-nos em: LiberdadeReal JustiçaSocial

 

No Twitter, em: pablonodrade1

publicado por filosofia-xauteriana às 23:19 | comentar | favorito