O SENTIDO FILOSOFICO DE MATERIA ( Parte I )

                               O SENTIDO FILOSOFICO DE MATERIA

 

 

                                              ( Primeira Parte )

 

 

links:

 

http://filosofia-xauteriana.blogs.sapo.pt

 

http://venceremos.blogs.sapo.pt

 

 

Envie seus e-mails para:

 

1) pablonodrade@sapo.pt

 

2) filosofia.xauteriana@live.fr

 

3) filosofia.xauteriana@gmail.com

 

                               --------------- //---------------------

 

 

      No materialismo filosofico de Marx, o conceito de materia emprega-se no seu sentido mais amplo, designando tudo quanto existe objectivamente; ou seja, independentemente da consciencia, tudo aquilo que ressalta das sensações dos homens. Lenine definiu assim: << A materia é a realidade objectiva que nos é revelada pelas sensações >>.

 

      E muito importante compreendermos este amplo conceito de materia.

 

      O materialismo antigo ( anterior a Marx ), geralmente concebia por materia as particulas infimas, os atomos ou os corpusculos que constituem os corpos. Segundo os materialistas da antiga Grecia ( Democrito e Epicuro ), não existiria senão os atomos e o vasio onde eles estão. Das suas multiplas combinações resultariam os diferentes corpos. Mais tarde, a Fisica veio confirmar essa intuição genial  dos materialistas da antiguidade acerca da estrutura atomica da materia. Porem, ao conceber a materia unicamente sob a forma de atomos, a realidade era apobrecida. E, apesar de tal, este conceito simplista permaneceu, na Ciencia, até fins do seculo XIX.

 

      O Materialismo Filosofico Marxista compreende por " materia " a realidade objectiva, nas suas mais diversas manifestações. A materia não se resume às particulas infimas que compõem os corpos. E, tambem, tudo quanto constitui os inumeraveis mundos do Universo infinito, as nebulosas dos espaços cosmicos; é o nosso sistema solar, com os seus planetas; é a Terra, com tudo quanto nela existe. Materia são, tambem, as radiações, os campos electromagneticos e nucleares que transmitem actividade propria de certos corpos e particulas para outros corpos e particulas, inter-ligando-os assim. Tudo quanto esta fora da nossa consciencia e é independente dela fica compreendido no conceito de materia.

 

      As ciencias que estudam a realidade objectiva, tambem estudam a " materia ", os seus estados e as suas diferentes propriedades.

 

      Algumas delas ocupam-se do seu estado fisico. A Fisica moderna descobriu que o atomo é um conjunto complexo, contrariamente ao conceito dos antigos atomistas, que o acreditavam como simples particula, imovel e indivisivel. Ora, os cientistas modernos provaram que os atomos de certos elementos podem transformarem-se noutros elementos, no prosseguimento de determinadas modificações nucleares. Exemplo: os atomos de uranio, no reactor, convertem-se em atomos de plutonio.

 

( a continuar na " SEGUNDA PARTE ", Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2014 ).

publicado por filosofia-xauteriana às 10:53 | comentar | favorito