Critica da Liberdade-abstracta N°10 - E

      Logo apos ter triunfado ( sobre a monarquia ) a Burguesia, em nome da sua teoria da Liberdade ( do livre-individuo, etc. ), negou as classes. Ora, nesta negação revelam-se estas classes. Melhor: mostra que a luta de classes ( que ela desencandeou, com o auxilio do Povo, contra os feudais ), agora, virou-se contra ela propria.

      Eis porque, a proposito da questão-judaica, Marx escreveu:

      -- A emancipação politica é um grande progresso; mas, ela não é a ultima forma de emancipação humana; apenas a forma primaria da emancipação, tal como foi organizada até agora.

      Ela conduziu a sociedade para o ponto em que uma nova forma de Liberdade saira da forma ultrapassada e, isto, enquanto necessidade concreta, << real, pratica >>: sera a transição da ficção à realização, da Liberdade-abstracta para a Liberdade-concreta; da emancipação politica para a emancipação social e economica -- portanto, humana e total!!!

 

( a continuar na proxima Sexta-feira, dia 27 de Abril de 2012, em " N° 11 - A " ).

 

Encontre outras das nossas publicações, em:

1) http://filosofiaxauteriana.wordpress.com

2) http://polemicando.over-blog.com

                        ou

     www.polemicando.net

 

Vossos E-mails, para:

1) filosofia-xauteriana@numericable.fr

2) ltsc@iol.pt

3) pablonodrade@sapo.pt

publicado por filosofia-xauteriana às 17:03 | favorito