Critica da Liberdade-abstracta N° 14 - E ( conclusão )

      << O salario esconde a relação real, fazendo aparecer o contrario. Ela serve, assim, de base a todos os conceitos juridicos... a todas as ilusões liberais... >>

                                                 --------- // ----------

RESUMO DESTE ARGUMENTO ESSENCIAL:

      O feitiço dinheiro ( a actividade alienada na forma de mercadoria, de valor mercante, de dinheiro e, em seguida, de capital ) dissimula as autenticas relações humanas. O proprio processo da alienação e do feiticismo ( pelo qual o produto se separa da actividade e toma um << valor >> ) esta envolvido e dissimulado, à vez, pelo feitiço economico e o seu funcionamento. Criando, assim, uma aparencia -- a sua propria existencia como feitiço sendo, à vez, uma causa e um efeito desta aparencia.

      Ora, é precisamente quando a alienação economico-social atinge o seu maximo ( quando o dinheiro reina, quando o tempo de trabalho se torna numa mercadoria, e uma mercadoria parcialmente não-paga, produtora de beneficio capitalista... ), então, precisamente, o funcionamento do feitiço economico produz uma vasta aparencia de liberdade.

 

( Atingimos, aqui, o verdadeiro fundo da questão que iremos observar a partir da proxima Quarta-feira, dia 13 de Junho de 2012, em: " N° 15 - A " ).

 

Para conhecer outras das nossas publicações, leia:

1) http://filosofiaxauteriana.wordpress.com

2) http://polemicando.over-blog.com

                        ou

     www.polemicando.com

 

Podera enviar seus E-mails para:

1) filosofia-xauteriana@numericable.fr

2) ltsc@numericable.fr

3) pablonodrade1@gmail.com

4) pablonodrade@sapo.pt

publicado por filosofia-xauteriana às 06:18 | comentar | favorito